Não basta apoiar, tem que conhecer [ou] #FAIL pra mim

28 07 2010

Semana passada, mais precisamente na quarta-feira, 21, fui ao lançamento do Manual de Comunicação LGBT lá no Sindicato dos Jornalistas. O lançamento foi uma das atividades da Semana BH Sem Homofobia, que acontece todos os anos e culmina com a Parada do Orgulho LGBT de Belô. Fui por me acrescentar conhecimento como jornalista, pelo trabalho que faço com o Gudds! e por acreditar na luta LGBT por direitos e cidadania.

Além do lançamento, foi feito um seminário com um pesquisador que acompanhou os jornais O Globo e Folha de São Paulo por seis meses, para apurar a relação desses veículos com a representação dos homossexuais – aliás, a matéria sobre o lançamento e o seminário está aqui. Além do pesquisador, também estavam na mesa outras três pessoas que falaram sobre o mesmo assunto, grande mídia versus representação LGBT.

Eu me considero uma apoiadora da causa LGBT, apesar de não ser lésbica – aliás, preciso desabafar: acho um saco ter sempre que repetir que a gente não precisa ser homossexual para defender os direitos deles, basta ter respeito, bom senso e empatia pelo próximo. Ou por acaso eu também preciso ser presidiário para defender um tratamento digno para essas pessoas? Não. Mas aprendi, durante o seminário, que não basta eu dizer que apóio, eu preciso aprender mais sobre as particularidades do movimento LGBT no Brasil.

Sim, colegas, estou fazendo um mea culpa. E não pensem que isso é fácil para mim, pois como boa virginiana que sou, não gosto de errar e nem gosto de admitir ignorância nos assuntos que me interessam. Mas fato é fato: durante o debate, após o seminário, acabei cometendo uma gafe digna de apedrejamento ao criticar a participação do Serginho (ex-BBB) no programa Zorra Total. Eu disse que o quadro não acrescentava nada à luta LGBT, que apresentava o gay como algo estereotipado e caricatural e que, por mim, aquilo deveria ser retirado do ar.

O problema é que, mais uma vez, eu não me expliquei direito. Daí, ficou parecendo que eu estava dizendo que o “caricatural” e “estereotipado” que não acrescentava nada à luta era o jeito afeminado (ou delicado, como os participantes disseram) do Serginho. Em troca, tive que ouvir que esse tipo de idéia era “policialesca” e “discriminatória” e que todo gay ou lésbica tinha o direito à sua aparência, fosse feia, bonita, afeminada ou masculinizada. É claro que eu concordo com isso, mas, àquela altura, com que cara eu levantaria a mão e diria “erm, pessoal, não foi bem isso que eu quis dizer, na verdade…”? É, #FAIL pra mim.

Acho que só não foi pior porque as falas não foram direcionadas para mim, mas sim para todos, como uma exposição mesmo. Me senti muito constrangida, mas mantive a cabeça erguida, porque não é isso que me incomoda no quadro do programa de TV, mas sim a perpetuação dessa idéia na mídia de que todo gay é fútil e escandaloso. Isso eu não engulo. Mesmo assim, saí do evento me sentindo mal, pra não dizer burra mesmo. Como é que eu me deixei trair pelas minhas próprias palavras? Distorci tudo sem querer.

O que me consola é que muita gente ali já me conhecia de certa forma (me chamavam de “a Janaina do Gudds”), por causa do trabalho da Comunicação no ENUDS 7 e pela repercussão do Twitter e do atual blog do Gudds!, que mantenho com o maior carinho e com muito orgulho, porque todo dia eles me mostram que mesmo tendo a voz cerceada nas grandes mídias, é possível se fazer ouvir – e muito bem – por outros canais com um bom feedback.

Acabei ganhando um exemplar impresso do Manual (a versão online você baixa aqui) e tenho certeza que ele vai me ajudar a melhorar minha atuação nessa área. Fora isso, é ler mais, aprender mais, ouvir mais e me policiar para não dar mais bolas fora como essa, porque né? Ninguém merece.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

21 09 2010
gata lili

Eu tb acredito que um dia eles tenham mais espaço na sociedade. 🙂

18 09 2010
Gata Lili

Estes gatinhos nas fotos do flickr são seus? quantos você tem?

20 09 2010
Janaina Rochido

Esses aí não são os meus, são de um grupo no Flickr… os meus são dois e estão no meu álbum, deixei o link no seu blog! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: